As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Os 100 mais belos filmes de todos os tempos

Luiz Zanin Oricchio

06 de novembro de 2007 | 12h16

Está no site da Cahiers du Cinéma: 78 críticos e historiadores do cinema se reuniram para escolher os 100 maiores de todos os tempos. Ou os “100 mais belos”, o que pode ser ligeiramente diferente.

Na cabeça, deu o óbvio: Cidadão Kane, com 48 votos. Mas logo a seguir, um azarão: O Mensageiro do Diabo (The Night of the Hunter), única direção do grande ator Charles Laughton,aparece nos calcanhares de Kane, com 47 votos, apenas um a menos do que o clássico de Orson Welles. Empata com outro habitué das listas de melhores, A Regra do Jogo, de Jean Renoir, também com 46 votos.

Os outros, até o 10º colocado:

4- Aurora, de Murnau – 46 votos
5- O Atalante, de Jean Vigo – 43
5- M. o Vampiro de Dusseldorf, de Fritz Lang – 40
6- Cantando na Chuva, de Stanley Donen – 39
7- Um Corpo que Cai, de Alfred Hitchcock – 35
8- O Boulevard do Crime, Marcel Carné – 34
9- Ouro e Maldição, de Eric von Strohein – 34
10- Rastros de Ódio, de John Ford – 34

Se quiser ver a lista completa, clique aqui.

Uma observação: não se trata de uma lista oficial da Cahiers. A revista apenas a publica. Foi feita por iniciativa de Claude-Jean Philippe, que mandou o questionário aos 78 críticos e historiadores do cinema, com patrocínio da prefeitura de Paris.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.