As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Onde foi filmado O Cangaceiro?

Luiz Zanin Oricchio

17 Fevereiro 2007 | 11h54

Recebi um e-mail de leitor apontando um erro na minha matéria sobre a morte de Carlos Coimbra. É que Coimbra foi um ilustre diretor do “ciclo do cangaço” e, lá pelas tantas, eu relembro da obra que abriu esse filão – O Cangaceiro, de Lima Barreto, premiado como “melhor filme de aventuras”, em Cannes, e grande sucesso nacional e internacional. Foi mesmo o maior êxito da finada Companhia Cinematográfica Vera Cruz. Pois bem, incauto, eu acrescentei que o engraçado é que o “Nordeste” de Lima Barreto foi filmado aqui mesmo, no interior de São Paulo, por uma questão de economia. Acrescentei: na região de Itu. O leitor reclama: esse seria um erro que estaria se disseminando e, na verdade, as locações de O Cangaceiro foram em outra cidade paulista, Vargem Grande do Sul. Quem está com a razão?

Eu cresci ouvindo falar que foi em Itu. Passei férias na região e pensei ter reconhecido naquela paisagem rochosa o agreste fake de Lima Barreto. Consultei o respeitabilíssimo Dicionário de Filmes Brasileiros, do pesquisador Antonio Leão da Silva Neto e lá encontrei, no verbete de O Cangaceiro: “As locações foram feitas em Itu, interior de São Paulo, palco de quase todos os filmes de cangaço, por sua topografia rochosa e árida, lembrando as caatingas nordestinas” (pág. 152). Fui checar no arquivo do Estadão, mas, entre as várias referências ao filme (há uma pasta especial aberta para O Cangaceiro), nenhuma linha sobre a região das filmagens. No deus Google há quem diga que foi em Itu e existe quem garanta que foi em Vargem Grande. Minha mulher colocou mais dúvidas na minha cabeça: um filme é uma montagem imaginária, pode ter sido rodado nas duas regiões e cada uma delas puxa a brasa para a sua sardinha. Pode ser isso mesmo. Qualquer dia conto aqui para vocês um episódio que presenciei numa filmagem do Polanski e ilustra como nenhuma outra que eu conheça o que é o cinema.Fica para depois.

(Acréscimo posterior):
Eis aí a mensagem do leitor, muito simpática por sinal:

“Não obstante a sensível homenagem ao cineasta Carlos Coimbra, falecido em 14/2, o jornalista Luiz Zanin Orichio continua repetindo uma informação errônea a respeito das filmagens de O Cangaceiro, obra-prima do cineasta Lima Barreto, conforme consta no final do 5º parágrafo do texto publicado ontem, 15/02, no Caderno 2, pág. 2, ao afirmar que as imagens do semi-árido nordestino (de O Cangaceiro) foram captadas na região de Itu.
É amplamente conhecido que o filme foi rodado na região de Vargem Grande do Sul/SP, cuja zona rural foi “preparada” pelos técnicos liderados por Lima Barreto (entre eles o grande Caribé) para parecer-se com o nordeste brasileiro. O fato, ocorrido durante quase um ano (1952) movimentou de tal maneira a cidadezinha (naquela época), que hoje faz parte da sua história. Vargem Grande é vizinha de Casa Branca/SP, cidade natal de Lima Barreto. Vale lembrar que ainda hoje existem testemunhas vivas daquele ano, que participaram e presenciaram as filmagens. A confusão com a cidade de Itu deve-se, provavelmente, ao fato de que na segunda metade da década de 60 ali ter sido filmado Quelé do Pajeú, obra adaptada de roteiro original de Lima Barreto e dirigida por Anselmo Duarte, com temática semelhante. A correção dessa informação restaura a verdade histórica sobre as filmagens de O Cangaceiro.

Foram testemunhas oculares desse fato e participaram da equipe técnica do filme, entre outros, Galileu Garcia e Renato Consorte, vivos e residindo na Capital paulista, os quais poderão atestar a veracidade dessa correção.
Atenciosamente,

Sérgio Scacabarrozzi
Casa Branca/SP”

Enfim, quanto a O Cangaceiro, fiquei na mesma. Não sei quem tem razão. Quem pode ajudar a dirimir essa dúvida?