As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O que é o futebol, hein?

Luiz Zanin Oricchio

08 de maio de 2008 | 00h21

Muitos colegas devem estar se remoendo por terem escrito ou falado que o Flamengo nem precisaria jogar a segunda partida contra o América do México depois de ter vencido a primeira por 4 a 2 na casa do adversário. Não posso falar nada deles. Se eu tivesse escrito sobre isso, seria a mesma coisa. Aliás, confesso que hoje almocei com um amigo e ele me perguntou como é que o filho dele, flamenguista, faria para ver o jogo já que estava em Nova Délhi. Poderia ser pela internet? Respondi: “Deixe o menino em paz; ele nem precisa se preocupar com isso porque o Mengo já passou”. Negativo. O Flamengo está fora, depois de perder por 3 a 0 no Maracanã, na despedida de Joel. Como diziam os antigos: “caixinha de surpresas”. Ou, como também falavam os nossos antepassados: jogar de salto alto não dá pé.

Já o São Paulo passou; fez a lição de casa e ganhou do Nacional por 2 a 0 no Morumbi. Não é surpresa o Cruzeiro ter caído diante do Boca Juniors em casa. O Boca é o Boca, mal ou bem.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.