As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O Menino no Espelho

Luiz Zanin Oricchio

07 de agosto de 2014 | 22h43


Como qualquer garoto de 10 anos, Fernando enfrenta uma série de tarefas chatas na vida. Seu sonho é ter um clone. Enquanto ele se diverte, o “outro” iria à escola, faria lição de casa, aturaria os adultos, etc. Esse é o mote de O Menino no Espelho, livro de Fernando Sabino (1923-2004), adaptado pelo diretor mineiro Guilherme Fiúza Zenha.

O tema é universal. Não precisamos ser garotos para desejar que alguém enfrente para nós o lado desagradável da vida. Quando se é criança, pode-se dar asas à imaginação e fazer de conta que o tal clone existe mesmo. Pelo menos essa é a fantasia de Fernando (Lino Facioli), que se materializa num duplo saído do espelho e disposto a assumir os encargos menos prazerosos.

Leia a crítica completa:

http://cultura.estadao.com.br/noticias/cinema,em-o-menino-no-espelho-o-sonho-do-duplo-na-imaginacao-de-fernando-sabino,1539843

Tudo o que sabemos sobre:

Fernando Sabino

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.