As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O fraco desempenho de Antonia

Luiz Zanin Oricchio

13 Fevereiro 2007 | 20h03

Vejo com tristeza que Antonia teve um fraco desempenho de público: média de 191 pessoas por sala, o que é muito pouco. É aquela história: ninguém conhece a fórmula de sucesso. Antonia era já uma minissérie que, parece, foi muito bem na televisão. Se o filme tivesse êxito no cinema, diríamos: o público quer mais do mesmo e vai atrás do que já viu na TV Globo, como foi, e está sendo, o caso de A Grande Família – o Filme. Como Antonia dançou, raciocinamos pelo lado contrário: o público não vai porque não quer pagar por algo que ele acha que já viu, e de graça. Enfim, mistérios. Vão dizer também que ninguém vai ao cinema para ver pobreza, periferia e um elenco de atores negros de pouca fama, esquecendo-se assim de que Cidade de Deus estava exatamente nestas condições e, no entanto, vendeu mais de três milhões de ingressos. Nem Hollywood, com todo o seu tino comercial, conhece A fórmula. Eles têm, sim, a fórmula dos grandes números: como lançam muito, e com grande experiência no gosto do público mundial médio, compensam eventuais fracassos com um número mais significativo de sucessos. Assim raciocina a indústria. Neste quesito, estamos engatinhando.