As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O dia sem carro

Luiz Zanin Oricchio

23 de setembro de 2007 | 10h47

Sábado, no Dia Mundial sem Carro, peguei o meu e fui ao dentista. Caí duas vezes em congestionamentos. Parecia que toda a São Paulo sobre quatro rodas estava nas ruas. Depois dessas iniciativas destinadas à mídia, e sem qualquer efeito prático, sempre me pergunto: quando chegará o dia em que se tomará de fato uma medida concreta para amenizar cidades saturadas de veículos particulares como São Paulo? Ou seja, transporte público, de boa qualidade e confortável, construção de ciclovias, etc? Afinal, quem tem alternativa, deixa o carro na garagem. É só isso. Mas aí seria esperar demais, não é? Demagogia sai bem mais barato. Enquanto isso, leio no noticiário que os novos vagões do metrô terão menos lugares para sentar, a mesma coisa acontecendo com os ônibus. É assim que se quer convencer as pessoas a deixarem seus carros em casa?

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.