As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O bem e o mal existem?

Luiz Zanin Oricchio

14 de junho de 2010 | 19h50

Existem o bem e o mal? Hoje, a tendência pós-moderna seria dizer que tudo isso é relativo. O que é o bem para um, é o mal para outro.

Ou ainda, que bem e mal encontram-se mesclados no ser humano. Só raciocínios toscos (como o do cinema comercial por exemplo), acreditam que bem e mal podem ser separados de maneira nítida e estanque nesse tecido de contradições que é o ser humano. Chamamos a essa posição simplista de maniqueísmo. E a evitamos como praga.

No entanto, o filósofo francês Alain Tourraine acha que é premente, no mundo contemporâneo, sabermos distinguer o bem do mal.

Para isso, assume uma posição humanista, dialogando com o velho iluminismo de inspiração francesa.

É bom ou mau voltarmos a essa antiga questão?

Leia aqui artigo no El Pais.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.