Nota sobre ‘Acrimônia’
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Nota sobre ‘Acrimônia’

Uma história de ciúme, paixão e relacionamento abusivo. Meio destemperada, mas pelo menos não tediosa

Luiz Zanin Oricchio

15 de agosto de 2018 | 17h01

A primeira vontade que a gente tem é de dizer que Acrimônia – Ela Quer Vingança é um filme fracassado. Mas, acrescentando que existem filmes fracassados muito mais interessantes que alguns “bem sucedidos” – e rotineiros.

De novo: é quase o caso aqui. Na história dirigida por Tyler Perry, Melinda (Taraji P. Henson) é uma garota ingênua que se apaixona e casa com um aproveitador, Robert (Lyriq Bent).

Acontece que, no decorrer da trama, o espectador será levado a desconfiar que nem Melinda é tão ingênua assim, nem Robert tão picareta como parece. Há um jogo de ilusões aí.

E ele se desdobra a partir de um flashback. Melinda está diante do juiz e este a intima a não se aproximar a menos de 300 metros do seu ex. Mais: ela deve se submeter a uma psicoterapia. É justo para seu psi que ela vai contar a história que a levou até lá.

Para não avançar demais em spoilers, mas para não deixá-los totalmente no escuro, incerto leitor, fugaz leitora, digo apenas o seguinte. Melinda herda uma casa e uma boa grana da mãe que morre. Robert precisa de financiamento para desenvolver o projeto de uma bateria que se auto-alimenta. Se conseguir fazê-lo, vira milionário. Mas isso não parece muito provável.

Há real afeto entre os dois, ou apenas jogo de interesses, em especial por parte do homem? O espectador é convidado a pensar a respeito. O relacionamento torna-se abusivo? Mas por parte de quem? É outro convite ao pensamento.

Os desdobramentos meio puxados para o trash talvez prejudiquem um roteiro que se dispunha a pensar questões como o ciúme, o ódio da perda e a zona cinzenta existente mesmo em relacionamentos mais francos e abertos. Fica pela metade em tudo.

Mas, eis aí, Acrimônia, apesar dos seus destemperos e limitações, parece mais interessante que a média do que chega às telas telas.

Ah, sim, no American Heritage, acrimony é definido como amargura (bitterness), rancor ou animosidade doentia (ill-natured animosity). É bem por aí.

Tudo o que sabemos sobre:

Acrimônia - Ela Quer Vingança

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: