As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Nossa Vida não Cabe num Opala

Luiz Zanin Oricchio

05 de maio de 2008 | 10h37

Soube que o longa Nossa Vida não Cabe Num Opala, de Reinaldo Pinheiro, ganhou como melhor filme do Cine PE, o festival de cinema do Recife. Como não conheço todos os concorrentes, não posso dizer se foi justo ou não. Em todo caso, o que dá para dizer é que se trata de um belo filme, que eu já havia visto em outro festival, o de Fortaleza. Pinheiro adapta um texto de Mario Bortolotto, fato que já andou rendendo polêmica. O dramaturgo colocou em seu blog que o roteirista Di Moretti havia desfigurado seu texto. O engraçado (se o termo cabe) é que Di ganhou as estatuetas de melhor roteiro tanto em Fortaleza quanto em Recife. Enfim, brigas. O que interessa é que se trata de um filme contundente com seus personagens à beira da marginalidade, ou já imersos nela. Tem lá seus problemas, mas é um filme com assinatura e estilo. Isso, no tempo do fast food, já é uma grande coisa.

Leia aqui a lista completa dos premiados

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.