As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Newton Cannito vai ser o novo secretário do audiovisual

Luiz Zanin Oricchio

20 de abril de 2010 | 18h44

Saiu o nome de quem vai substituir Silvio Da-Rin. É Newton Cannito, roteirista, documentarista e professor da ECA-USP. Há pouco, Cannito lançou o livro A Televisão na Era Digital (Summus Editorial).  Cannito faz parte do antigo grupo uspiano da revista Sinopse: Manoel Rangel, Alfredo Manevy e Leandro Saraiva. Vi dele o documentário Jesus Maravilha e outras Histórias da Polícia Brasileira, que me havia sido recomendado por Jean-Claude Bernardet. Fiquei muito bem impressionado. Quem inventa em documentário desse jeito bem pode ser original na gestão de um cargo público complicado. Abaixo, a nota do MinC:

Novo secretário
Newton Cannito assumirá Secretaria do Audiovisual

“O cineasta e roteirista Newton Cannito assumirá, no próximo mês, o cargo de secretário do Audiovisual do Ministério da Cultura. Suas principais missões serão debater com a sociedade a criação do canal da Cultura na TV Digital e a implementação, em parceria com artistas e produtores, do Fundo Setorial de Incentivo à Inovação do Audiovisual, além de dar continuidade aos bem sucedidos editais e programas da secretaria.

“Nos últimos anos, o audiovisual brasileiro cresceu muito e chegou a um novo patamar. Vamos dar continuidade às inovadoras políticas da secretaria e planejar, em diálogo com as entidades, um novo salto”, afirma Cannito. “Temos ainda o desafio de pensar políticas de produção de conteúdo para a convergência digital, promovendo o diálogo do cinema e da televisão com outras mídias”.

Doutor pela Escola de Comunicação e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo (USP), Cannito trabalhou como roteirista na TV, com a série 9mm, e no cinema, com Quanto vale ou é por quilo?. Atualmente é diretor da Associação Paulista de Cineastas e membro do conselho da Associação de Roteiras, além de autor do livro A Televisão na era digital. “