Mostra 2020: Os filmes mais votados pelo público
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Mostra 2020: Os filmes mais votados pelo público

Luiz Zanin Oricchio

30 de outubro de 2020 | 13h42

 

Saíram os filmes mais votados pelo público. Segundo o ritual da mostra, esses 15 finalistas serão examinados pelo júri, que escolherá então o vencedor do Troféu Bandeira Paulista. O júri é formado pela montadora Cristina Amaral, pelo dramaturgo Felipe Hirsch e pela produtora Sara Silveira. 

Interessante ressaltar que, entre os 15, nada menos que cinco são brasileiros: Chico rei entre Nós, Filho de Boi, Mar de Dentro, O Livro dos Prazeres e Valentina. Prova de que o cinema brasileiro está sendo renovado e com qualidade, pelo menos é o que diz o público através de sua votação. A mostra é formada por novos diretores.

Entre os estrangeiros, dos que vi gostei mais de Mosquito, um filme portuguẽs que me pareceu extraordinário. É ambientado na África, durante a Primeira Guerra Mundial, quando um jovem de 17 anos vê-se sozinho e doente em busca do seu pelotão em Moçambique. Me pareceu de uma força muito grande. Mas, claro, não posso comparar com outras obras selecionadas, e que ainda não vi.

 

Neste ano, os títulos mais votados pelo público foram: 

 

17 Quadras , de Davy Rothbart | EUA 

 

Al- Shafaq – Quando o céu se divide , de Esen Isik | Suiça 

 

Casulo , de Leonie Krippendorff | Alemanha 

 

Chico Rei Entre Nós , de Joyce Prado | Brasil 

 

De volta Para Casa – Marina Abramovic e Seus Filhos , de Boris Miljkovic | Sérvia 

 

Eyimofe (Esse é meu desejo) , de Arie Esiri e Chuko Esiri | Nigéria 

 

Feels Good Man , de Arthur Jones | EUA 

 

Filho de Boi , de Haroldo Borges | Brasil 

 

Josep , de Aurel | França, Espanha e Bélgica 

 

Mãe de Aluguel , de Jeremy Hersh | EUA 

 

Mar de Dentro , de Dainara Toffoli | Brasil 

 

Mosquito , de João Nuno Pinto | Portugal, Brasil e França 

 

O Livro dos Prazeres , de Marcela Lordy | Brasil e Argentina 

 

Problemas com a Natureza, de Illum Jacobi | Dinamarca e França 

 

Valentina, de Cássio Pereira dos Santos | Brasil 

 

Além do Prêmio Bandeira Paulista, a Abraccine – Associação Brasileira de Críticos de Cinema, também realiza uma premiação que escolhe o melhor filme brasileiro entre os diretores estreantes e, nesta edição, a tarefa está a cargo dos jornalistas e críticos Ela Bittencourt, Francisco Carbone e Juliana Costa, que formam o júri do Prêmio Abraccine. A imprensa também concede o Prêmio da Crítica e o público escolhe seus preferidos nos gêneros ficção e documentário que levarão o troféu criado por Tomie Ohtake.