As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Morte no futebol. Até quando?

Luiz Zanin Oricchio

04 de junho de 2009 | 13h46

Quem faz o favor de seguir este blog sabe que eu amo o futebol. Escrevo uma coluna todas as terças no jornal e a publico aqui. Limita-se a isso, atualmente, o futebol no blog. Abro hoje uma exceção porque morreu mais um torcedor, vítima da violência no esporte. O jogo foi entre Corinthians e Vasco e, em campo, tudo correu bem. Mas houve tumulto fora, emboscadas, um ônibus foi incendiado com coquetéis molotov e um torcedor morreu, vítima de marretadas na cabeça. Até quando as autoridades vão fazer vistas grossas a esses crimes? Será que desistiram? Até quando esses torcedores que se dizem “organizados” vão continuar impunes e essas torcidas serão toleradas dentro dos estádios? Não está na hora de dar um basta nisso? Mas, basta mesmo, para valer? Será que pessoas civilizadas vão poder algum dia torcer para os seus times nos estádios sem colocar a vida em risco?

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: