Morre João Acaiabe, o homem que encarou a guarda
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Morre João Acaiabe, o homem que encarou a guarda

Luiz Zanin Oricchio

01 de abril de 2021 | 11h15

Morreu o ator João Acaiabe, aos 76, de Covid-19. Sei que ele teve extensa atuação em TV e teatro. Mas Acaiabe, por mim, será sempre lembrado como o protagonista de um pequeno grande filme do cinema brasileiro, O Dia em que Dorival Encarou a Guarda, de Jorge Furtado e José Pedro Goulart, baseado em relato de Tabajara Ruas. 

Dorival é apenas a história de um homem preso que, numa noite de muito calor, exige tomar um banho para se refrescar. Nessa crônica entre paredes aparece de tudo, da violência policial ao racismo, e também a coragem e a insurgência, numa narrativa entremeada de uma citação cinematográfica. Uma pequena obra-prima de concisão e contundência. Sem a presença marcante de Acaiabe não seria o que é. Nossa homenagem a ele. 

No Facebook, Jorge Furtado conta, de maneira divertida, como foi o encontro entre eles:

“Muito triste ao saber da morte de João Acaiabe, um grande ator e um amigo. Acaiabe foi um encontro que mudou minha vida, ele encarnou o personagem Dorival num curta de 1986, “O dia em que Dorival encarou a guarda”. Eu e o José Pedro Goulart já estávamos filmando quando ele chegou de São Paulo, só tínhamos falado por telefone. João entrou no set, uma sala de aula do Colégio Rosário, olhou para mim e para o Zé Pedro, dois jovens e inexperientes diretores, e disse em alto e bom som, para que toda a equipe ouvisse: “Diretor e merda para mim é a mesma coisa!” Foi o início de uma longa amizade.

João Acaiabe foi um grande ator, um grande sujeito, vai deixar muita saudade.” (Jorge Furtado)

https://vimeo.com/240817481

 

Tudo o que sabemos sobre:

João Acaiabe