As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Marco Bellocchio no tom intimista de ‘Irmãs Jamais’

Luiz Zanin Oricchio

23 de abril de 2014 | 17h58

Irmãs Jamais – em aparência, apenas um pequeno filme de um grande diretor. Marco Bellocchio, autor de obras tão fundamentais do cinema contemporâneo como Vincere, Bom Dia Noite e A Bela Adormecida, faz aqui uma espécie de intermezzo sob a forma de cinema doméstico. Mais que isso, pratica um cinema familiar, rodado na sua terra natal, Bobbio, na província de Piacenza, e com vários parentes no elenco. As irmãs do título (Sorelle Mai, no original) são de fato suas irmãs, Letizia e Maria Luisa Bellocchio. Participam também sua filha menor, Elena, e o filho Pier Giorgio. A essa trupe “de sangue” se ajuntam atores e atrizes amigos, como Alba Rohrwacher, Donatella Finocchiaro e Gianni Schicchi Gabrielli.

Leia artigo completo:

http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,irmas-jamais-e-uma-pequena-joia-da-filmografia-italiana-contemporanea,1156886,0.htm

Tudo o que sabemos sobre:

cinema italianoMarco Bellocchio

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.