As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Kim Ki-Duk vence o Leão de Ouro

Luiz Zanin Oricchio

08 de setembro de 2012 | 15h06

Pietà, do coreano Kim Ki-Duk, é o grande vencedor do Festival de Veneza. Sua fábula de denúncia ao que definiu como as “consequências do capitalismo extremo, “derrotou o favorito, The Master, de Paul Thomas Anderson.

O filme de Anderson, no entanto, rendeu o Leão de Prata pela melhor direção e também a Coppa Volpi de interpretação masculina, dividida entre seus dois protagonistas, Philip Seymour Hoffman e Joaquin Phoenix.

O Prêmio Especial do Júri foi para o anticlerial Paraíso Fé, do austríaco Ulrich Reidl.

A Coppa Volpi de atriz ficou para Hadas Yaron, pelo inexpressivo israelense Fill the Void.

Para Olivier Assayas e seu belo Après Mai restou apenas o prêmio de melhor roteiro.

Daniele Ciprì ficou com o prêmio de melhor contribuição técnica, a fotografia do seu filme È Stato il Figlio.

E o troféu Marcello Mastroianni, para ator estreante, foi para o jovem Fabrizio Falco por Bella Adormentata e È Stato il Figlio.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.