As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Jogos, alegrias, decepções

Luiz Zanin Oricchio

08 de junho de 2008 | 22h54

O São Paulo acertou o pé; azar do Atlético Mineiro, que levou cinco. O curioso foi a variedade de jogadas que resultaram nesses gols. Assim, o São Paulo parece sair do manjado cruzamento de Jorge Wagner para alguém (Adriano, que já se foi) fazer de cabeça.

O Palmeiras continua titubeando. Ok, perder é da vida. Mas contra os reservas do Sport, e lá mesmo, na Ilha do Retiro, onde já havia sido desclassificado da Copa do Brasil, é muito chato. Jogou mal, desmotivado. Será que o Luxa vai dizer que colocaram alguma coisa na comida do time?

Coitado do Cuca. Via o Santos inoperante em campo e olhava para o banco de reservas. Quem trocar para melhorar o time? Difícil, né? E assim o Santos perdeu mais uma, agora para o Vitória. Qual o futuro desse time, tão mal planejado para 2008? Lutar contra o rebaixamento? Por uma vaga na Sul-Americana?

O Inter, dado como um dos favoritos, continua decepcionante. O que acontece? No papel, o time é bom. Já no campo…

O Corinthians, na série B, continua passeando, à vontade. Com esse time, acho que estaria ganhando também na séria A. Êta futebol brasileiro, tão niveladinho…por baixo.

O Flu não tem cabeça para nada fora a Libertadores, e perdeu mais uma. Já o Fla deslanchou e está na ponta.

Também o Cruzeiro vai bem. Mas aquele gol contra o Vasco foi Mandrake. Eurico reclamou. E dar razão a Eurico é muito triste. Mas no caso ele está certo. Aquela falta dentro da área foi invenção da arbitragem.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.