As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ilha da Imaginação

Luiz Zanin Oricchio

21 de julho de 2008 | 18h48

Até que tem certa graça essa história de aventura infanto-juevnil sobre uma garota que vive com o pai, cientista, isolada numa ilha. O filme , dirigido por Jennifer Flackett, é baseado no livro de Wendy Orr, que também foi lançado em português.

De um lado há a menininha Nim, Abigail Breslin (a mesma de Pequena Miss Sunshine), que em companhia dos seus bichos, um pelicano e uma morsa de estimação, combate o tédio lendo as aventuras de um certo Alex Rover em livros que chegam regularmente à ilha, junto com os víveres. Do outro lado do oceano, temos quem escreve esses livros, papel de Jodie Foster, engraçada na pele de uma autora de aventuras que tem medo de botar o pé fora de casa.

Claro que há um monte de obviedades a rechear o percurso da trama. Mas o bom ponto de partida, realimentado aqui e ali, até que segura bem as pontas. É um mundo da fantasia, mesmo, que surge da imaginação da criança. Bons efeitos especiais, sem exageros, humor e tom simpático. É engraçado, por exemplo, quando Nim e Alex trocam e-mails sem saber ao certo com quem falam. A comunicação às cegas pela internet também pode ser trazida para o universo infantil. Filme bonitinho.

(Caderno 2, 21/7/08)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: