As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Hasta la vista

Luiz Zanin Oricchio

25 de maio de 2012 | 18h38

Hasta la vista!, de Geoffrey Enthoven, com Tom Audenaert, Isabelle de Hertogh, Gilles De Schrijver.

Apesar do tema e da sinopse fazerem que se tema pelo pior, o filme conduz bem a sua proposta. São três garotos, adolescentes, portanto cheios de hormônios, mas que enfrentam problemas sérios de saúde. Um deles é deficiente visual. Outro, está preso a uma cadeira de rodas. O terceiro sofre de uma doença terminal. Ouvem falar de um prostíbulo na Espanha, onde as profissionais atendem a casos como os deles e resolvem empreender uma viagem até lá. Naturalmente não podem contar com a colaboração de pais e médicos para o projeto. Têm de se virar sozinhos.

O jeito de enfrentar um assunto como esse – tão a feitio para comentários politicamente incorretos – é mesclar, com bastante senso de proporção, tanto o humor como a ternura. E é o que faz o diretor. Sai-se bem.

Tudo o que sabemos sobre:

cinema belga

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.