Festival de Cinema é cancelado por falta de verbas
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Festival de Cinema é cancelado por falta de verbas

Luiz Zanin Oricchio

21 de junho de 2017 | 09h37

 

Recebi agora de manhã comunicado da direção do Cine Esquema Novo, um dos principais festivais de cinema independente do País, dando conta que o evento gaúcho foi cancelado por falta de verbas. É pena porque os espaços para o cinema de invenção, alternativo, são poucos e deveriam ser preservados. Mas, do jeito que a cultura é tratada no Brasil, a partir do nível federal, estendendo-se a estados e municípios, não chega a ser uma surpresa. Abaixo, o comunicado oficial:

 

É com imensa tristeza? que informamos a todos que a edição 2017 do Cine Esquema Novo – Arte Audiovisual Brasileira não será realizada.

A ausência dos repasses de financiamento por parte de nosso principal parceiro correalizador, a Prefeitura de Porto Alegre, leva-nos a esta decisão. Que é fundamentada em duas razões centrais:

1. Todos fornecedores e profissionais atuantes na edição anterior do festival, em 2016, ainda não foram pagos devido a este atraso da Prefeitura. Tais pagamentos estão agendados somente para 2018, e de forma parcelada;

2. Sem fundos, a realização do CEN 2017 implicaria em um duplo endividamento, e sem datas de pagamento previstas, para todos os envolvidos.

Em nome da reputação e seriedade com que realizamos o CEN desde a sua primeira edição, em 2003, e do respeito por toda a rede de parceiros do festival, é impossível ignorarmos este cenário e promovermos uma nova edição sem pensarmos nas consequências.?

?A Prefeitura de Porto Alegre é correalizadora do CEN desde sua primeira edição e esperamos que essa parceria ainda renda muitos frutos. Porém, diante da atual política de pagamentos implantada, projetos como CEN tornam-se inviáveis.

É importante salientar que o CEN continua contando com as importantes parcerias e apoios do Goethe-Institut Porto AlegreBruna Paulin – assessoria de flor em flor e S2C Produção Gráfica, entre muitas outras instituições, que permitem a realização de um festival que nunca teve como objetivo o lucro.

Em breve partilharemos novidades sobre outras atividades que a ACENDI – Associação Cine Esquema Novo para o Desenvolvimento da Imagem espera? promover em Porto Alegre e outras cidades do Brasil? com o intuito de não deixar que esse projeto se esgote ?exclusivamente por uma questão financeira.

Os diretores-curadores:

Alisson Avila
Gustavo Spolidoro
Jaqueline Beltrame
Ramiro Paiva De Azevedo

Mais conteúdo sobre:

Cine Esquema Novopolítica cultural