Festival de Brasília 2018 divulga os filmes em competição
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Festival de Brasília 2018 divulga os filmes em competição

O mais antigo festival de cinema do Brasil vai ter nove longas-metragens e 12 curtas em suas principais mostras competitivas. O evento acontece de 14 a 23 de setembro.

Luiz Zanin Oricchio

30 Julho 2018 | 15h32

O Festival de Brasília do Cinema Brasileiro divulgou hoje os selecionados para suas duas principais mostras competitivas, de longa e curta-metragem. São, no formato que repete o do ano passado, nove longas e 12 curtas. De acordo com informações da assessoria, estes filmes foram escolhidos entre 742 inscritos, por duas comissões de seleção.

Filmes de Longa-metragem

  1. Bixa Travesty, de Claudia Priscilla e Kiko Goifman (SP), documentário

  2. Bloqueio, de Quentin Delaroche e Victória Álvares (PE), documentário

  3. Ilha, de Ary Rosa e Glenda Nicácio (BA), ficção

  4. Los Silencios, de Beatriz Seigner (SP/Colômbia/França), ficção

  5. Luna, de Cris Azzi (MG), ficção

  6. New Life S.a., de André Carvalheira (DF), ficção

  7. A Sombra do Pai, de Gabriela Amaral Almeida (SP), ficção

  8. Temporada, de André Novais Oliveira (MG), ficção

  9. Torre Das Donzelas, de Susanna Lira (RJ), documentário

Filmes de Curta-metragem

  1. Aulas que Matei, de Amanda Devulsky e Pedro B. Garcia (DF), ficção

  2. Boca de Loba, de Bárbara Cabeça (CE), ficção

  3. Br3, de Bruno Ribeiro (RJ), ficção

  4. Conte Isso Àqueles que Dizem que Fomos Derrotados, de Aiano Bemfica, Camila Bastos, Cristiano Araújo e Pedro Maia de Brito (PE/MG), documentário

  5. Eu, Minha Mãe e Wallace, de Irmãos Carvalho (SP/RJ), ficção

  6. Guaxuma, de Nara Normande (PE), animação

  7. Kairo, de Fabio Rodrigo (SP), ficção

  8. Liberdade, de Pedro Nishi e Vinicius Silva (SP), documentário

  9. Mesmo com Tanta Agonia, de Alice Andrade Drummond (SP), ficção

  10. Plano Controle, de Juliana Antunes (MG), ficção

  11. Reforma, de Fábio Leal (PE), ficção

  12. Sempre Verei Cores no seu Cinza, de Anabela Roque (RJ), documentário

Mais conteúdo sobre:

Festival de Brasília 2018