Épico ‘Luz nos Trópicos’ vence o Olhar de Cinema 2020
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Épico ‘Luz nos Trópicos’ vence o Olhar de Cinema 2020

Luiz Zanin Oricchio

16 de outubro de 2020 | 10h32

 

O épico cosmogônico-político Luz nos Trópicos, de Paula Gaitán, venceu o Olhar de Cinema, nona edição da mostra curitibana, um com ênfase no cinema independente. 

Pouco tenho a acrescentar ao que já escrevi anteriormente sobre esse filme. Apenas que, ao traçar uma genealogia de nossas grandezas e misérias, através de tempos e lugares diferentes, Luz nos Trópicos revela uma ambição autoral rara em nossos dias. Gaitán transita por linguagens e registros diferentes, mescla tudo sob forma de uma rapsódia colonial e explora regiões obscuras do nosso inconsciente terceiro-mundista. É um filme excessivo, para o bem ou para o mal, mas que merece muitas revisões e muita discussão mais à frente. 

Abaixo, transcrevo a lista completa dos premiados. A assessoria de imprensa informa que os filmes vencedores terão reprise a partir de hoje, às 19h. Deem uma conferida no site www.olhardecinema.com.br

 

Confira a lista completa de premiados

 

LONGA-METRAGEM

Prêmio Olhar de Melhor Filme

Luz nos Trópicos (Brasil, 2020, 260 min.) de Paula Gaitan

Prêmio Especial do Júri

Victoria (Bélgica, 2020, 72 min.) de Sofie Benoot, Liesbeth De Ceulaer e Isabelle Tollenaere

Prêmio Contribuição Artística

Catarina de Vasconcelos, por A Metamorfose dos Pássaros (Portugal, 2020, 101 min.)

Prêmio do Público

A Metamorfose dos Pássaros (Portugal, 2020, 101 min.), de Catarina Vasconcelos

Prêmio de Melhor Longa-Metragem Brasileiro

Pajeú (Brasil, 2020, 74 min.), de Pedro Diógenes

Menção honrosa: Agora (Brasil, 2020, 70 min.), de Dea Ferraz

Prêmio de Melhor Filme da Mostra Novos Olhares

O Ano do Descobrimento (El año del descubrimiento, Espanha/Suíça, 2020, 200 min.), de Luis López Carrasco

Prêmio de Melhor Filme da Mostra Outros Olhares

Visão Noturna (Visión nocturna, Chile, 80 min.), de Carolina Moscoso Briceño

Menção honrosa: O Índio Cor de Rosa Contra a Fera Invisível: A Peleja de Noel Nutels (Brasil, 71 min.), de Tiago Carvalho

 

CURTA-METRAGEM

 

Prêmio Olhar de Melhor Filme

 

Telas de Shanzhai (Shānzhài Screens, 2020, França, 23 min.) de Paul Heintz

 

Prêmio de Melhor Curta-Metragem Brasileiro

 

Memby (Brasil, 15 min.) de Rafael Castanheira Parrode;

 

OUTROS PRÊMIOS

 

Prêmio da Crítica – Abraccine

Los Lobos (México, 2019, 95 min.), de Samuel Kishi 

 

Prêmio AVEC-PR

Prêmio Destaque do Júri: Meia Lua Falciforme (Brasil, 2019, 22 min.), de Dê Kelm, Débora Evellyn Olimpio

 

Prêmio AVEC – Berenice Mendes: A Mulher que Sou (Brasil, 2019, 15 min.), de Nathália Tereza 

 

Tudo o que sabemos sobre:

Olhar de Cinema (Festival de Cinema)

Tendências: