As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Em falta de ideias, vá de escatologia

Luiz Zanin Oricchio

28 de agosto de 2009 | 13h18

A frase acima não é de um crítico mal-humorado. Nem de um acadêmico da USP, entrincheirado em seu departamento. Ou de um moralista de plantão, uma dessas freiras em bordel que abundam (êpa!) em nosso tempo. É de José Lavigne, diretor do programa Casseta & Planeta, comentando a crise criativa com o processo de luto pela morte de Bussunda, em 2006.

Em entrevista a Keila Jimenez, no Caderno 2 (25/8/09), ele diz assim: “Apelamos muito para a escatologia nessa época por conta de falta de ideias. Pode notar: quando o Casseta está muito escatológico é que rolou preguiça. A escatologia é o nosso automático ligado, sem pensar muito funcionamos assim.”

Acho essa declaração interessante para compreender filmes como Os Normais 2.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.