As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Dicas de terça

Luiz Zanin Oricchio

24 de outubro de 2006 | 13h47

O Cheiro do Ralo, de Heitor Dhalia (Bombril 1, 20h). Repito a recomendação a essa adaptação do universo punk de Lourenço Mutarelli, tão bem realizada por Dhalia. Fãs de Selton Mello: não deixem de ver. Ele está ótimo, no papel de um canalha perfeito.

O Cobrador, de Paul Leduc (Arteplex 3, 21h50). Com Lázaro Ramos como protagonista, o mexicano Leduc adapta cinco contos de Rubem Fonseca numa história que ele definiu como sendo sobre a “globalização da violência”.

Os Inconfidentes, de Joaquim Pedro de Andrade (Arteplex 4, 18h20). Se você não começou a rever os filmes de Joaquim, restaurados, pode começar por este, que é um clássico. Em pleno regime militar, o cineasta se vale da figura de Tiradentes para falar de liberdade. Poucas vezes se filmou a história do Brasil com tanto engenho e arte. Vi o filme em Veneza e confesso que me emocionei quando o público italiano o aplaudiu em cena aberta. Também de Joaquim, passam outros filmes restaurados: O Padre e a Moça (Cinesesc, 15h20) é um deles, baseado em poema de Carlos Drummond de Andrade.

Fora do Jogo, de Jafar Panahi (Cinesesc, 21h10). Bela maneira de usar o futebol para discutir o machismo da sociedade islâmica. A história é a de um grupo de garotas que tenta assistir de qualquer jeito a partida do Irã contra o Bahrein, que valia uma vaga no Mundial da Alemanha.

O Crocodilo, de Nanni Moretti (Espaço Unibanco 3, 21h50). Inteligente sátira de Moretti da trajetória do ex-primeiro ministro Silvio Berlusconi e sobre a conivência da sociedade italiana na ascensão desse político.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.