As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Diário do Recife 2011: Pelé

Luiz Zanin Oricchio

30 Abril 2011 | 12h04

RECIFE – Olá, amigos: um post rapidinho (a quick one) só para dizer que estou no Recife para a cobertura do Cine PE, festival que vi nascer (fui júri no primeiro ano) e tenho acompanhado ao longo das edições sucessivas. À medida que as coisas forem acontecendo por aqui, você vai saber neste blog. E, claro, no Caderno 2, pelas matérias que vou enviar.

Hoje é a abertura, no Cine Teatro Guararapes, com direito a homenagem ao melhor de todos os tempos – Pelé. Sim, um festival de cinema pode prestar seu tributo ao Rei, mesmo ele não repetindo, nas telas, o que fazia em campo. Mas como isso seria possível?

Para traçar essa trajetória, o documentarista Evaldo Mocarzel entrevistou Pelé e incluiu em seu filme cenas de suas atuações em filmes como Fuga para a Vitória, Pedro Mico e Os Trombadinhas. Entre elas, uma cena erótica que Pelé teve a maior dificuldade em realizar, inibido que estava pois sua partner era a própria mulher do diretor do filme. O doc, chamado Cine Pelé, será apresentado hoje à noite.

Acabei de falar com o diretor do festival, Alfredo Bertini, e ele me disse que o Rei está a caminho, em voo fretado.

Mais conteúdo sobre:

aberturaCine PEPelé