As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Diário do Cine PE Vendo ou Alugo ganha tudo

Luiz Zanin Oricchio

03 de maio de 2013 | 01h03

A comédia Vendo ou Alugo, de Betse de Paula, ganhou praticamente todos os prêmios do festival. Inclusive os prêmios do público e da crítica. Por ora (é tarde) apenas constato os prêmios e ajunto abaixo a lista completa.

Amanhã comento o que me pareceu uma absoluta falta de senso de proporção do júri.

 

 

OS VENCEDORES DO CINE PE 2013

LONGAS-METRAGENS
Filme: “Vendo ou Alugo”, de Betse de Paula

Direção: Betse de Paula (“Vendo ou Alugo”)

Ator: João Miguel (“Bonitinha, mas ordinária”)

Atriz: Marieta Severo (“Vendo ou Alugo”)

Ator Coadjuvante: Pedro Monteiro (“Vendo ou Alugo”)

Atriz Coadjuvante: Nathália Timberg (“Vendo ou Alugo”)

Roteiro: Beste de Paula, Maria Lucia Dahl, Julia Abreu e Mariza Leão (“Vendo ou Alugo”)

Fotografia: Lauro Escorel (Giovanni Improtta)

Direção de Arte: Emily Pirmez (“Vendo ou Alugo”)

Trilha Sonora: Bandeira 8 – Fabio Mondego, Fael Mondego, Marco Tommasi (“Vendo ou Alugo”)

Edição de Som: Catarina Apolonio (“Rio Doce-CDU”)

Montagem: Marta Luz (“Vendo ou Alugo”)

Melhor Filme do Júri Popular: “Vendo ou Alugo”, de Betse de Paula

Prêmio da Crítica: “Vendo ou Alugo”, de Betse de Paula

Prêmio Especial do Júri Oficial: Carmem Verônica, Daisy Lúcidi e Ilka Soares, As Tartarugas (“Vendo ou Alugo”)

Menção Honrosa: Beto Martins (direção de fotografia de “Rio Doce-CDU”)

CURTAS-METRAGENS

Filme: “Linear”, de Amir Admoni

Direção: André Dib (“O Fim do Filme”)

Ator: Gabriel Bodstein (“O Fim do Filme”)

Atriz: Gabriela Cerqueira (“O Fim do Filme”)

Roteiro: José Roberto Torero (“Íris”)

Fotografia: Cauê Laratta (“A Galinha que Burlou o Sistema”)

Direção de Arte: Natalia Vaz (“A Guerra dos Gibis”)

Trilha Sonora: Sergio Kafejian (“Aluga-se”)

Edição de Som: Nick Graham-Smith (“Linear”)

Montagem: Alison Zago (“A Galinha que Burlou o Sistema”)

Melhor Filme do Júri Popular: “O Fim do Filme”, de André Dib

Prêmio da Crítica: “Íris”, de Kiko Mollica

Menção Honrosa: “Sagatio, Histórias de Cinema”

Prêmio Canal Brasil: “O Filme do Filme”, de André Dib

(R$ 15 mil para aquisição de um curta-metragem a ser exibido na programação do Canal Brasil, segundo um júri formado por críticos de cinema)

MOSTRA PERNAMBUCO

Melhor Curta-Metragem da Mostra Pernambuco: “Entre Lua, a Casa é sua”, de Marcos Carvalho e Edineia Campos

Menção honrosa: “Os Silenciados não Mudam o Mundo”, de Alexandre Alencar

TROFÉU CALUNGA E OUTROS PRÊMIOS

O Troféu Calunga é oferecido aos vencedores das mostras competitivas de curtas e longas-metragens. A “Calunga” representa a boneca carregada pela sacerdotisa dos cultos afro-brasileiros durante a apresentação do Maracatu. Ela faz parte das cerimônias religiosas, onde recebe o nome de uma princesa e representa uma divindade expressando um objeto de força e proteção. O Troféu Calunga é uma criação da artista plástica Juliana Notari.

De acordo com o regulamento do CINE PE, os longas-metragens são contemplados em 12 categorias: filme, direção, roteiro, fotografia, montagem, edição de som, trilha sonora, direção de arte, ator coadjuvante, atriz coadjuvante, atriz e ator. Já os curtas-metragens são contemplados com o Troféu Calunga em dez categorias: filme, direção, roteiro, fotografia, montagem, edição de som, trilha sonora, direção de arte, ator e atriz.

Além do Troféu Calunga, o festival oferece 13 prêmios por meio de seus parceiros: 02 Filmes, ABD-PE/APECI, BNB de Cinema, Canal Brasil, Cia Rio, Cineclubista, FOCObr, Josué de Castro, Labocine e Link Digital. A Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine) formou júri pelo segundo ano consecutivo e também dará seu prêmio no Cine PE. A lista completa das honrarias está disponível no site do festival: http://www.cine-pe.com.br/honrarias

Tudo o que sabemos sobre:

Cine PE 2013premiação

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.