As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Diário de Veneza 2011: colégio interno

Luiz Zanin Oricchio

10 de setembro de 2011 | 07h06

Diferente do que acontece no Brasil, onde jurados e concorrentes convivem alegremente, em Veneza o júri é tratado em regime de claustro. Para evitar qualquer tipo de influência e vazamento de resultados, os jurados vivem isolados e são escoltados até a porta dos seus quartos, no Hotel Excelsior, na hora de dormir. O único rebelde é o músico David Byrne, que dá suas escapadelas para passear de bicicleta no Lido.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: