As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Diário de Veneza 2010: Post Mortem

Luiz Zanin Oricchio

06 de setembro de 2010 | 13h14

Ambientado durante o golpe de Pinochet, Post Mortem, de Pablo Larraín, é o único representante sul-americano na competição. Mario (Alfredo Castro) é um escrivão do IML de Santiago. A voragem do golpe o arrasta a outro destino, distante da vida medíocre que até então levava. “É baseado num personagem real”, garante o diretor. O filme fala na violência dos assassinatos em massa do pós-golpe e de como essa a tormenta histórica afetou a vida da gente comum. Ganhe prêmio ou não, é um filmaço.

Tudo o que sabemos sobre:

cinema chilenoFestival de Veneza

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.