As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Diário de Lima

Luiz Zanin Oricchio

09 de agosto de 2008 | 22h16

Sempre tive vontade de conhecer Machu Picchu, sonho que ainda não vou realizar desta vez. Mas seria a única coisa que gostaria de ver no Peru. Passaria, talvez, inevitavelmente por Lima e me demoraria o mínimo possível, pois tinha a idéia de uma cidade grande, caótica, violenta, com pouca atração. Pois bem, há um mundo a ser descoberto por aqui, e não me refiro apenas ao centro histórico. A cada dia, há uma nova descoberta. Ou várias. O ateliê de um artista, um artesanato de primeiríssima linha, restos arqueológicos espalhados pela cidade, uma gastronomia de grande refinamento, excelentes livrarias, gente muito cortês. Conversava hoje com Henry, um historiador que tem servido como nosso guia e lhe confessava como é grande a nossa ignorância da América Latina. Nós, brasileiros, sabemos muito mais da Europa ou dos Estados Unidos do que dos nossos vizinhos, que têm tanta coisa a mostrar. Cabeças colonizadas, queiramos ou não.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: