As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Diário de Gramado 2010: A Última Estrada da Praia

Luiz Zanin Oricchio

10 de agosto de 2010 | 16h40

Acabei de ver A Última Estrada da Praia, de Fabiano Souza. Baseado, livremente (e ponha liberdade nisso) na obra O Louco do Cati, de Dyonelio Machado, mostra um casal, um amigo de ambos e um tipo mudo numa viagem à praia. O filme tem vivacidade. Abusa de citações, o que é um cacoete de geração (pós-modernismo, Tarantino, etc.), uma espécie de piscadela de olhos aos amigos de cinefilia.

Tirando essas pequenas tolices, tem momentos muito bons, a começar pela abertura, cheia de impulso vital. Atinge o poético em alguns momentos, naquela desolada solidão das praias sulistas.

Em meio ao cinema que hoje se faz, certinho e sem sal, fico com este, cheio de “erros”, mas também cheio de tesão e vida.

Tudo o que sabemos sobre:

cinema brasileiroFestival de Gramado

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: