As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Diário de Brasília (13): A fama do pessoal de cinema

Luiz Zanin Oricchio

26 de novembro de 2008 | 18h06

Saí há pouco do Hotel Nacional e estou no aeroporto de Brasília esperando o vôo de volta a São Paulo. Fechando minha conta no hotel, aconteceu uma coisa engraçada. Peguei o elevador com duas moças e um funcionário do hotel. Elas portavam crachá de um evento que havia começado na véspera, um simpósio de genética, ou coisa que o valha. Uma delas perguntou ao rapaz:

– Será que o pessoal do cinema já foi embora? Porque ninguém conseguiu dormir com a farra que eles fizeram durante a noite.

Achei engraçado e disse a ela que eu mesmo era do festival de cinema, mas não me sentia responsável pois havia ido dormir cedo e não perturbara o sono de ninguém. A moça achou graça e riu. Desceram as duas no andar e outra congressista subiu no mesmo elevador. Perguntei a ela se também fora perturbada pelo “pessoal do cinema”. Disse que não, de modo algum.

– Eu até me divirto com essa fauna.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.