Diário da Mostra 2012: Transpapa, ou papai é trans
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Diário da Mostra 2012: Transpapa, ou papai é trans

Luiz Zanin Oricchio

21 de outubro de 2012 | 21h42

 

Nada de mais nesse filme em que a filha vai ao encontro do pai, que virou mulher. Poderia ser uma tremenda ocasião para discutir a questão das identidades sexuais, numa época em que, de fato, a família enfrenta modelos nem tão definidos, como era para algumas gerações atrás. A coisa complicou, fruto de algo positivo, que é a maior liberdade para assumir sua própria identidade sexual. Mas, e os filhos?

Essa a questão. Maren é uma garota que, ela própria está em fase de definições, e vai ao encontro de um pai que já não quer nem mesmo ser chamado assim. E ainda por cima, irá encontrá-lo numa situação ainda mais problemática. Enfim, problemas não faltarão para Maren, mas a diretora Sarah Judith Metke aposta num registro mais light e sensível. Evidentemente, driblando situações mais delicadas. Fica um filme meio anódino.

 

SESSÃODATASALA
40423/10 – Terça-feira – 18:45Cinemateca – Sala BNDES
53024/10 – Quarta-feira – 20:45Reserva Cultural
92628/10 – Domingo – 20:10Reserva Cultural
95229/10 – Segunda-feira – 14:50Espaço Itaú de Cinema – Frei Caneca – Sala 1
130701/11 – Quinta-feira – 19:00Cinemark Eldorado – Sala 7