As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Clássicos…

Luiz Zanin Oricchio

13 de julho de 2008 | 22h38

Qualquer criancinha sabia que o clássico entre São Paulo e Palmeiras era jogo equilibrado, sem possibilidade de previsão. O que se viu foi um Palmeiras de pouca criatividade no meio de campo (o que há com Valdívia?). O São Paulo esteve mais presente na maior parte do jogo e assim tornou lógica a sua vitória. É como a gente já vai se acostumando: o São Paulo começa meio torto e vai se encorpando ao longo do campeonato. Quando vai se ver, está disputando o título. Mas a bola quem está dando mesmo é o Flamengo, que sobrou contra o Vasco. Já o Santos, segue sem vencer, mas pelo menos conseguiu o empate depois de estar perdendo por 2 a 0 do Botafogo. Não vi o jogo, mas, pelo compacto, parece que o primeiro tempo foi vergonhoso. Depois, se redimiu. Mas apenas nesse jogo. Continua em penúltimo, a um passo de segurar a lanterna, sendo salvo dessa condição apenas porque existe o Ipatinga. É um vexame.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: