As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cinefoot homenageia o centenário do Santos FC

Luiz Zanin Oricchio

31 Maio 2012 | 14h56

Não poderia haver lugar mais adequado. Nesta quinta-feira, 31, às 19h30, no Auditório Armando Nogueira, no Museu do Futebol, será dado o pontapé inicial para o 3.º Cinefoot. Sim, o Festival de Cinema de Futebol, criado e dirigido pelo fluminense doente Antonio Leal. Refeito da desclassificação do seu time diante do Boca Juniors, Leal já pôs em campo o festival em sua cidade, o Rio. Agora é a vez de São Paulo.

E, nada melhor para começar do que uma homenagem ao aniversariante do ano, o Santos Futebol Clube. Na sessão inicial, dois títulos se referem ao alvinegro (e agora azulão) da Vila Belmiro – Canal 100: Santos Tricampeão e o Milésimo Gol, e Cem Anos de Futebol Arte, de Lina Chamie. Para completar, Canarinhos Gaúchos. Prestigiando a sessão de abertura, uma presença ilustre – o ex-jogador checo Josef Jelinek, que enfrentou o Brasil na final da Copa de 1962. Vencemos por 3 a 1. Sem Pelé. Mas com Garrincha, Didi e Vavá.

O festival vai de quinta, 31 a 5 de junho e divide-se entre dois campos: terá sessões no Museu do Futebol e no Reserva Cultural, o cinema do ex-jogador do Olympique de Marseille e hoje são-paulino Jean-Thomas Bernardini.

São duas casas naturais para abrigar um festival de filmes de futebol – o belo museu dedicado ao esporte e o cinema cujo dono um dia abandonou os gramados depois de romper os ligamentos do joelho.

O Cinefoot tem também a missão combater a ideia de que futebol e cinema não casam. Ou, pelo menos, não casam bem. Se, de fato, é difícil imitar na tela as emoções de um jogo ao vivo, a verdade é que não faltam bons filmes sobre o esporte mais popular do mundo.

Para prová-lo, o Cinefoot escalou uma bela seleção de filmes atuais e outros nem tanto. Uma grande pedida deve ser o inédito Meninos de Kichute, de Lucas Amberg; Rivellino, de Fábio Katudjian, é um filmaço.

São apenas dois exemplos entre vários outros, de longa e curta-metragem, de ficção ou documentais, brasileiros e estrangeiros. Com essa pausa no Brasileirão, quer programa melhor? E é tudo de graça.

CINEFOOT

Museu do Futebol. Pça. Charles Muller; Reserva Cultural. Av. Paulista, 900. Grátis. Até 5/6. www.cinefoot.org

Mais conteúdo sobre:

CinemaFutebolSantos Futebol Clube