As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Brasileiros em Veneza, apenas na paralela e fora de concurso

Luiz Zanin Oricchio

29 de julho de 2010 | 10h23

Apenas dois brasileiros no Festival de Veneza, e mesmo assim um na mostra paralela Horizontes, o curta O Mundo É Belo, de Luiz Pretti, e outro fora de concurso, o longa-metragem Lope, de Andrucha Waddington. Fica assim adiada, mais uma vez, a luta pelo Leão de Ouro, o único prêmio principal dos três grandes festivais europeus que os brasileiros não ganharam. O País venceu uma vez em Cannes, com O Pagador de Promessas, e duas em Berlim, com Central do Brasil e Tropa de Elite. Em Veneza, nunca. E não será este ano que o tabu será quebrado.

Aliás, quem quiser dar uma olhada na programação completa, clique aqui.