As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Boa primeira noite em Fortaleza

Luiz Zanin Oricchio

10 de abril de 2008 | 23h45

FORTALEZA – Emocionante o sentido poético de Birri evocando o avô anarquista em Elegia Friulana. E Nossa Vida não Cabe num Opala, de Reinaldo Pinheiro, é uma porrada, em vários sentidos do termo. Filmaço, que comentarei melhor depois. Por ora, basta registrar que é um filme que bebe na poesia sórdida do basfond urbano, contando a história de uma família de pequenos contraventores, que se revezam entre o furto de carros e os ringues de boxe clandestino, esses mafuás fora do circuito oficial. Em sua linguagem, Pinheiro tenta traduzir o universo cru de Mario Bortoloto, que escreveu a peça que está na origem do filme.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.