As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

“Bingo, o Rei das Manhãs” representa o Brasil no Oscar

Longa de Daniel Resende, no qual o ator Vladimir Brichta interpreta o palhaço Bingo, vai disputar uma das vagas no Oscar de filme estrangeiro

Luiz Zanin Oricchio

15 de setembro de 2017 | 12h32

Depois de já ter sido escolhido para representar o Brasil no Goya, o prêmio espanhol, o filme de Daniel Resende também disputa uma das vagas do Oscar. Pela primeira vez,  Academia Brasileira de Cinema foi a responsável pela escolha.

 

FILME VENCEDOR:

BINGO: O REI DAS MANHÃS!

Academia Brasileira de Cinema anunciou na data de hoje (15/09/2017) o filme que foi indicado para concorrer ao Prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, o Oscar 2018

A definição dos membros da comissão ficou a critério da Academia Brasileira de Cinema – entidade formada por mais de duzentos profissionais da área cinematográfica nacional. O Ministério da Cultura, por meio da Secretaria do Audiovisual, fez o acompanhamento.

A comissão indicada pela Academia Brasileira de Cinema é presidida pelo Jorge Peregrino (diretor vice-presidente da ABC) e por seis membros da Academia: André Carreira, Iafa Britz, David Schurmann, Doc Comparato, João Daniel Tikhomiroff e Miguel Faria Júnior.

A lista dos inscritos nesse ano: A Família Dionti, de Alan Minas; A Glória e a Graça, de Flávio Ramos Tambellini, Bingo – O rei das Manhãs, de Daniel Rezende, Café – Um dedo de prosa, de Maurício Squarisi, Cidades Fantasmas, de Tyrell Spencer; Como Nossos Pais, de Laís Bodanzky; Corpo Elétrico, de Marcelo Caetano; Divinas Divas, de Leandra Leal; Elis, de Hugo Prata, Era O Hotel Cambridge, de Eliane Caffé, Fala Comigo, de Felipe Sholl, Gabriel e a Montanha, de Fellipe Barbosa; História antes da história, de Wilson Lazaretti, Joaquim, de Marcelo Gomes, João, o Maestro, de Mauro Lima, La Vingança, de Fernando Fraiha e Jiddu Pinheiro, Malasartes e o Duelo com a Morte, de Paulo Morelli; O Filme da Minha Vida, de Selton Mello; Polícia Federal – A Lei é para todos, de Marcelo Antunez; Por Trás do Céu, de Caio Sóh; Quem é Primavera das Neves, de Ana Luiza Azevedo, Jorge Furtado; Real – O plano por trás da história, de Rodrigo Bittencourt e Vazante, de Daniela Thomas.

 

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

OscarBingo

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: