As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Anthony Minghella (1954-2008)

Luiz Zanin Oricchio

18 de março de 2008 | 18h58

Ainda que breve, não posso deixar sem um comentário a morte de Anthony Minghella, aos 54 anos. Totalmente inesperada, deve-se dizer. Parece que tinha um tumor, operou-se, estava bem, morreu. Assim.

Enfim, Minghella ficou conhecido como o diretor de O Paciente Inglês, filme que vi, revi e hoje acho meio rebuscado a mais. Tem um quê de cinema de arte fashion, feito para ganhar Oscar, que não me agrada. Filme padrão da Miramax.

Pelo contrário, O Talentoso Ripley, me parece um filme bastante interessante, que vi com grande prazer. O problema é que andou sendo comparado com O Sol por Testemunha, de René Clément, que foi o primeiro que adaptou esse texto de Patricia Highsmith, e com Alain Delon no papel principal ainda por cima. Como se costuma dizer, com o passado ninguém pode. E quem faz remakes está sempre sujeito a comparações mecânicas com a primeira versão. Repito: gosto do filme.

E ele me deu oportunidade de conhecer Minghella pessoalmente, quando esteve no Brasil para lançá-lo, já nem me lembro quando, talvez 1999, talvez 2000. Poucas vezes conheci diretor tão simpático, ele que já era detentor de um Oscar, o que costuma turbinar egos a um limite insuportável. Conversamos muito sobre o filme, claro, sobre cinema em geral e sobre música, que era a sua paixão. E a minha também. Fiquei triste ao saber de sua morte prematura.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.