As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ano Novo

Luiz Zanin Oricchio

31 de dezembro de 2007 | 13h53

E,enfim, meus amigos, chegamos ao final deste ano. Não faço mais listas ou retrospectivas, que todas já foram feitas e deram o que tinham de dar. Feitas as contas, o ano foi áspero porém produtivo.

Sabemos que viver no Brasil não é fácil, mas tem lá seus encantos. A esse respeito, existe aquela historinha legal de Tom Jobim, que morou muitos anos no exterior e depois voltou para o Brasil. Perguntaram para ele onde era melhor. Tom respondeu: “Nos Estados Unidos é bom mas é ruim; no Brasil é ruim mas é bom.” É isso aí, como comprovei por mim mesmo vivendo alguns anos na Europa.

Desejo a todos vocês o mesmo que quero para mim – energia, saúde, criatividade e alegria para enfrentar o ano que entra. Que não nos deixemos enganar por essas ilusões contraditórias – a ingenuidade de quem acha que tudo vai bem e o negativismo radical de quem se nega a ver progressos, mesmo óbvios. Entre um extremo e outro, há muito por fazer e construir.

Ótimo 2008 a todos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: