As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Amorosa Soledad

Luiz Zanin Oricchio

09 Março 2015 | 18h21

Soledad (Inés Efron) é uma graça de pessoa. Mignon, magrinha, emotiva, belos olhos assustadiços, um tanto hipocondríaca. Ela é a heroína da comédia romântica argentina Amorosa Soledad, de Victoria Galardi e Martín Carranza. A dupla joga com o significado do nome da protagonista. Soledad (solidão, em espanhol) ficou sozinha depois de ter sido abandonada pelo namorado, músico. Ao telefone, ela desabafa com uma amiga e diz que o ex-companheiro simplesmente alegou que não era momento de manter um relacionamento, etc. E ela, por sua parte, havia decidido tirar um ou dois anos de período sabático do amor. Queria estar só, agora por vontade própria, para, digamos assim, reencontrar-se.

Leia a crítica completa:

http://cultura.estadao.com.br/noticias/cinema,simples-e-despojado-longa-amorosa-soledad-e-muito-eficaz-imp-,1647012

Mais conteúdo sobre:

Amorosa Soledadcinema argentino