As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Amor, Plástico e Barulho

Luiz Zanin Oricchio

28 Janeiro 2015 | 16h48

Amor, Plástico e Barulho, de Renata Pinheiro, ambienta-se na cena da música “brega” do Recife. Isso quer dizer que não importa se você tem simpatia ou não por esse tipo de música. Ela é pano de fundo, quadro de referência para o drama psicológico que envolve duas mulheres em posições antagônicas, Maeve Jinkings (de O Som ao Redor) e Nash Laila (de Deserto Feliz). As duas receberam os prêmios de melhor atriz (Maeve) e atriz coadjuvante (Nash) no Festival de Brasília de 2013. Merecidos, ambos.

Leia a crítica no Portal:

http://cultura.estadao.com.br/noticias/cinema,amor-plastico-e-barulho-e-drama-psicologico-embalado-pela-musica-brega,1625622

Mais conteúdo sobre:

cinema brasileiromúsica brega