As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Actor’s Guild premia “Idi Amin”

Luiz Zanin Oricchio

29 Janeiro 2007 | 20h33

Os prêmios do sindicato dos atores são uma ótima prévia para o Oscar, pois afinal são os atores votando em seus pares. E atores são maioria no colégio eleitoral do Oscar. Forest Whitaker, como todos esperavam, venceu por sua atuação em O Último Rei da Escócia, no papel do ditador de Uganda Idi Amin Dada. Vi o filme hoje de manhã em sessão para a imprensa. Gostei e não gostei. Explico. Whitaker, de quem gosto muito e lembro como Charlie Parker, em Bird, de fato se parece com o déspota a ponto de causar confusão no espectador. Passa aquela sensação de ameaça com sua violência mesclada a certa infantilidade mental, blend comum em ditadores. Mas a música em excesso prejudica o filme e corta o tom documental em proveito de uma tentativa de thriller na parte final. Talvez dê também para discutir a maneira como coloca a relação do homem branco europeu com os negros da África. Tudo se presta a um certo preconceito, mas, afinal, a África não é mesmo para principiantes.

Veja a relação completa do Actor’s Guild, na parte de cinema:

Cinema – Ator: Forest Whitaker (‘O ultimo Rei da Escócia’).
Atriz: Helen Mirren (‘The Queen’).
Ator Coadjuvante: Eddie Murphy (‘Dreamgirls’).
Atriz Coadjuvante: Jennifer Hudson (‘Dreamgirls’).
Elenco em Filme: “A Pequena Miss Sunshine”.