As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A CBF e a dança do créu

Luiz Zanin Oricchio

03 de abril de 2008 | 10h02

Injustiça de quem diz que a CBF só sabe explorar a marca da seleção e ignora o futebol que se joga no País. A Confederação acaba de mostrar que está atenta e ativa: proibiu as comemorações de gols com a “dança do créu”. Já podemos dormir tranqüilos. A moral da família brasileira foi preservada. E outro passo foi dado para que o futebol se torne cada vez mais burocrático, regulamentado e chato. Como deseja a FIFA, de onde, aliás, emana esse tipo de recomendação, sob a prescrição genérica de que se devem coibir “comemorações provocativas”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.