Uma festa
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Uma festa

Luiz Carlos Merten

11 de fevereiro de 2014 | 22h05

BERLIM – Estou chegando da festa de Praia do Futuro. Nem sabia que ia haver, mas encontrei a Ludo no restaurante e ela me deu o convite. No começo da tarde, passei rapidamente pela coletiva de Karim Aïnouz porque tinha as entrevistas de Alain Resnais. Sabine Azéma foi adorável, e eu que não sabia que ela era casada com o diretor! Sabine me disse uma coisa linda, que me tocou, mas vou reservar paras o jornal. A festa de Praia do Futuro estava cheia, bem divertida, Encontrei um monte de brasileiros, muita gente amiga – Renata Almeida, Thiago Stivaletti, Orlando Margarido -, algumas autoridades (leia-se Manuel Rangel), e, claro, Karim, Wagner (Moura) e Jesuíta (Barbosa). Wagner, com aquela generosidade dele, me disse o que já sei – que não existe outro ator como Jesuíta na geração dele.  O guri é foda, com todas as letras. Sua grande cena com Wagner, quando ele bate no irmão que o abandonou, vou escrever de novo, já nasceu clássica. Bebi, comemorei, me arrependo de não ter dançado, mas não dava para ficar na gandaia. A Berlinale já passou da metade. Faltam quatro dias e alguns fortes concorrentes. Praia do Futuro tem chances? Quero crer que sim, mas só daqui a pouco – já passou da meia-noite e estamos amanhã aqui -, com os quadros de cotações das revistas especializadas, poderei dizer com mais acuidade se esse meu entusiasmo é compartilhado. Espero que seja.

Tudo o que sabemos sobre:

Festival de Berlim; Cinema

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.