As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Tiradentes é aqui!

Luiz Carlos Merten

25 Março 2017 | 12h18

Estou me sentindo culpado porque a semana inteira fiquei postergando entrevistas com Cleber Eduardo e Raquel Hallak sobre a 5.ª Mostra Tiradentes São Paulo, que começou no Cinesesc. Tiradentes, e a Mostra Aurora, viraram o espaço por excelência da invenção/renovação do cinema brasileiro autoral. Até gostaria de ter falado com os dois e feito matéria, porque o tema da curadoria – Cinema em Reação, Cinema em Reinvenção – tem tudo na ver com o momento. Mas foi uma coisa atrás da outra. Shyamalan, Lollapalooza, Cléo Pires (para amanhã). Danei-me. Sobrou o blog, e mesmo assim a homenagem a Helena Ignez já foi, inclusive com o filme escolhido para a abertura, Copacabana Mon Amour, de Rogério Sganzerla. Hoje, sábado, 25, tem dois programas imperdíveis. Às 19 h, Entre os Homens de Bem, documentário de Caio Cavechini e Carlos Juliano Barros sobre o deputado Jean Wyllys, seguido de debate com o próprio Jean. O filme é importante não apenas pelo debate sobre gênero e representatividade, mas também e eu diria principalmente pelo que revela sobre as forças em disputa no Congresso Nacional. Nesse sentido, Entre os Homens de Bem complementa Martírio, de Vincent Carelli, e mostra como estamos f… Na sequência, passa Guerra do Paraguay e eu confesso que não sei se em presença de Luiz Rozemberg Filho. O filme é genial – ponto. Espero que entre logo para eu entronizá-lo como meu melhor filme de 2017, como O Cavalo de Turim, de Bela Tárr, foi o melhor de 2016. Amanhã, domingo (26), às 19h30, ocorre a pré-estreia nacional de Intimidade Pública, de Luciana Canton, sobre o qual ouço maravilhas. Um filme com esse título é intrigante – no mínimo. Espero me liberar no jornal para poder ver.