As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Tiradentes (14)/Deu Minas!

Luiz Carlos Merten

28 Janeiro 2018 | 06h41

TIRADENTES – A Mostra criou o Troféu Helena Ignez, em homenagem à atriz e diretora que ontem apresentou seu novo longa, A Garota do Calendário, fora de Concurso. A vencedora foi Júlia Katharine, atriz de Lembro Mais dos Corvos, de Gustavo Vinagre, sobre o qual já falei num post anterior. Júlia é uma figura extraordinária, e cinéfila. Não falei com ela, após a premiação, mas imagino sua felicidade ao receber um troféu que homenageia a grande Helena, transgressora-mór do cinema brasileiro. O vencedor da Mostra Aurora foi o longa Baixo Centro, de Ewerton Belico e Samuel Marotta, de Minas. Não era o meu preferido, mas se encaixa bem no tema da Mostra deste ano, o Chamado Realista. O curioso é que, vendo o filme da Helena, que se passa no Baixo Centro de São Paulo, em lugares que não me são estranhos, lembrei-me muito do filme mineiro. Estou fazendo só o registro. Daqui a pouco o táxi me apanha para me levar a BH (e ao aeroporto). Meu próximo post será – espero – de São Paulo.