As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Socorro!

Luiz Carlos Merten

25 Março 2017 | 11h43

São duas séries conjugadas. O crítico de cinema vai ao teatro e… Vamos fazer inimigos! Já faz um tempo Dib Carneiro me mostrou, acho que no Face, o pedido de socorro de alguém… ‘Juuura que a Juliana Galdino não foi melhor atriz da APCA?’ Não, ela não foi, e nem do Shell, nesta semana. Alguém me explica isso, por favor? Já me acostumei a ver Gabriel Villela ser indicado para melhor figurino, e só, o que prova a mediocridade dessa crítica tabibitati, mas, enfim, é o que temos, para o momento. Juliana Galdino! Roberto Alvim! Leite Derramado! Neca. Tenho de admitir que não vi o Felipe Hirsch, e a Júlia Lemmertz me falou maravilhas do espetáculo, ou melhor, dos espetáculos, no plural, quando a entrevistei pela mãe de O Pequeno Segredo. Pode até ser que Hirsch tenha merecido seu prêmio de direção, embora duvide, tão assombrosa era a proposta cênica e dramatúrgica do casal Alvim/Galdino para o texto de Chico Buarque. Implico, reconheço, com Felipe Hirsch desde que ele pendurou Leonardo Medeiros naquela cadeira, naquela parede. Não faço a menor ideia sobre o que versavam o texto, o espetáculo, porque aquilo me tirou do eixo de uma maneira que eu fiquei de corpo presente, mas voando sobre a plateia, à espera de que terminasse o suplício. Enfim, só estou postando para manifestar minha inconformidade. Juliana Galdino não ganhou! Jesus! Onde fica a saída? Quero descer desse mundo louco.