As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

SAG!

Luiz Carlos Merten

19 de janeiro de 2014 | 09h36

And the Oscars goes to… Ainda faltam 40 e um pouquinho dias para que a gente saiba quem serão os vencedores do prêmio da Academia em 2014, para os melhores do cinema em 2013, mas os indicadores, até agora, estão pavimentando o caminho para as vitórias de… Cate Blanchett, Matthew McConaughey, Jared Leto e… Lupita Nyong’o? Ontem, cheguei em casa, depois de ver Tarzan, à noite, dei uma zapeada e lá estava o SAG Award sendo atribuído. O prêmio do sindicato dos atores. Peguei justamente o discurso de agradecimento de Jared Leto, pela travesti de Clube de Compras Dallas. À tarde, no almoço, o assunto lá pelas tantas caiu em Dallas, a cidade, e na sequência se falou do filme. Me perguntaram se havia gostado. Gosto, mas disse que gostava mais dos atores. Depois de ver McConaughey e Leto vitoriosos no SAG, o filme de Jean-Marc Vallée me veio. Não é a mesma coisa, não!, mas na minha cabeça Dallas Buyers Club dá um baile em Milk, por exemplo. A cena em que Jared vai pedir dinheiro ao pai que o renega. O embaraço de ambos, o filho/filha que se humilha (para conseguir dinheiro para que McConaughey consiga comprar, no mercado paralelo, remédios para a doença que está matando gays), o pai que quer acabar logo com a situação (e sofre tanto quanto a cria). Que puta cena. Vale todos os prêmios que Jared Leto já ganhou e ainda vai ganhar. Foi o ano de Matthew McConaughey. Mud, Dallas e a genial participação em Lobo de Wall Street. Tomara que a tendência se mantenha e ele tenha sua grande noite, dia 2 de março, na festa da Academia. Jennifer Lawrence estava linda, vestida decentemente, com decote e realce para as curvas, não com aquele edredon que amarrou com cordinhas para segurar no corpo, no Globo de Ouro. Mas Jennifer não levou. Lupita foi a melhor coadjuvante, por 12 Anos de Escravidão. É boa. Trapaça ganhou o prêmio de elenco. O melhor conjunto de interpretações. Lembrei-me de David O. Russell em Nova York. Trapaça é sobre gente, ‘this people’, e apontou para o extraordinário elenco reunido à mesa para a coletiva de Trapaça – Christian Bale, Amy Adams, Jennifer Lawrence, Bradley Cooper, Jeremy Henner… Eu teria dado o prêmio para Álbum de Família, mas, não sei, sinto um fortalecimento da candidatura do filme de O.Russell. Vamos ver as próximas ‘Guilds’. Produtores, diretores, roteiristas. Ainda ponho fé em 12 Anos no Oscar, mas sinto que não vai ser um passeio imperial, mesmo que venha a ser bem sucedido no desfecho (como gostaria).

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.