As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Sacro Gra

Luiz Carlos Merten

08 Setembro 2013 | 11h53

Pode ser que me engane, mas Gianfranco Rosi fez história duplamente ao vencer ontem o Festival de Veneza. Sou capaz de jurar que nunca um documentário levou o Leão, e que a Itália, há um bom tempo, também não levava o prêmio principal. Foi preciso um Bernardo Bertolucci no júri. Sei que haverá uma seleção de Veneza no Festival do Rio, outra na Mostra de  São Paulo. Quem vai trazer o vincettore del Leone? Fiquei curioso – um filme sobre o grande anel viário que circunda Roma e sua fauna humana. Deve ser bom. Não acredito que Bertolucci não tenha feito a coisa certa. Cheguei ontem  para jantar com meu amigo Dib Carneiro no Almodóvar e ele lia a Ilustrada. Dei uma vista d’olhos no texto de Rodrigue Salém sobre o encerramento da mostra veneziana. Ele falava do tema da violência dpméstica como dominante na seleção. Talvez tenha sido um contraponto à identidade sexual que deu as tintas em Cannes. Mais sobre Veneza leiam em estadao.com, no blog de Luiz Zanin Oricchio.