As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Revisando Capra…

Luiz Carlos Merten

17 de fevereiro de 2015 | 13h02

PARIS – Entrei ontem na Filmothèque dui Quartien Latin achando que ia ver um filme de Frank Capra, e vi outro. Na verdade, avchei que estava comprando o ingresso para rever O Galante Mr. Deeds. Começam os créditos – Columbia Production, não Pictires. Forbidden. Que raio de filme é esse?? Não fazia a menor ideia. Barbara Stanwyck, Adolphe Menjou, Ralph Bellamy. Dei-me conta de que, na verdade, conhecemos de certos diretores, e Capra é um deles, um número bastante limitado de filmes. Tudo bem. Vi o primeireo longa do diretor, Pinto Calçudo, e também O Chá do General Yan e Esse Mundo É Um Hospício/Arsenic and Old Lacy, mas, de maneira geral, o Capra que conhece é o do New Deal e dos filmes ‘oscarizados’. Aconteceu Naquela Noite, Do Mundo Nada Se Leva, A Felicidade não se Compra etc. Pesquisando na rede, descobri q2ue Forbidden, Mulher Proibida, de 1932, foi o 20.º filme de Capra e o terceiro ou quarto com Barbara Stanwyck. O décimo havia sido O Poder da Imprensa, e o tema volta aqui. Barbara é biobliotercária numa pequena idade, não aguenta mais sua vida rotineira. Larga tudo e vai passar férias num paraíso0 romântico – Havana. Conhece (biblicamente) Adolphe Menjou e tem uma filha com ele. O cara é casado, é político e tem de salvaguardar moral, mas ele continua se encontrando com o ‘amante’. Barbara renuncia à filha, que é criada dentro do casamento. Barbara vai trabalhar num jornal, assinando a coluna de conselhos, o chamado ‘correio sentimental’. Seu chefe. Ralph Bellamy, a ama e o que mais deseja é expor o corrupção e hipocrisia de Menjou. Quase consegue, mas Barbara sacrifica-se em nome do amor e eu descobri de onde veio o desfecho de O Homem Que Matou o Facínora. Capra e John Ford respeitavam-se, eram amigos. Menjou morre, mas seu lado ‘oculto’ nunca será revelado. Morre e é enterrado como o grande homem que não foi. Estava escrito que não veria Galante Mr. Deeds. hoje, assisti a outro Capra que conhecia de ouvir falar – de Forbidden, nem isso. Horizonte Perdido, Shangri-la. E pensar que vim a Paris para revisar Capra. Muito interessante…

Tendências: