As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Poderosa Afrodite

Luiz Carlos Merten

28 Setembro 2015 | 10h01

Não, não é aquele Woody Allen com Mira Sorvino., Começo – ainda – com o Matraga de Vinicius Coimbra. Após a explosão de violência do começo, ele segue brutal, tomando a mulher do outro na quermesse. Matraga é intimidador em casa, com a mulher e a filha. A mulher cansa-se dele e aceita a oferta do inimigo, de ir viver sob seu teto. Há um encontro noturno anterior, nas costas de Nhô Augusto. É visto pelo olhar de Quim, o caboclo cuja fidelidade ao chefe é canina. Coimbra admitiu para o repórter que Irandhir Santos e ele trabalharam Quim como um cão que tem dono. Acertada a partida, a mulher deita-se com o marido, que a reclama, sem saber que será pela última vez. Quando Matraga a toca, desperta a fêmea, que estremece. Ela ainda o ama, deseja, mas não aguenta mais. É um fato que, no Cinema Novo, os autores consideravam os temas do amor e do sexo secundários em relação à política, e à mítica revolução. Glauber criou uma grande personagem feminina – a Sara de Glauce Rocha em Terra em Transe, mas o erotismo não era o forte de Sara (um tipo de erotismo, pode ser). Rosa (Yoná Magalhães) é quase um acessório de Manuel (Geraldo del Rey) em Deus e o Diabo. Coimbra revisita Glauber, o western (que o próprio Glauber visitou em Antônio das Mortes/O Dragão da Maldade Contra o Santo Guerreiro) e resgata a importância feminina. Suas mulheres são bichos complicados. Ambivalentes. Isso se repete com a lady de Macbeth em A Floresta Que Se Move, à qual Ana Paula Arósio empresta seu porte e sua beleza imperiais. Falando de mulheres, Emmanuelle Seigner é poderosa, a verdadeira Afrodite, em A Pele de Visom, o novo Roman Polanski, que no Brasil foi rebatizado como A Pele de Vênus. É muita pele. O texto de Sachuer-Masoch que está na origem da peça de David Ives é A Vênus das Peles. A peça é Vênus de Visom., O filme, Pele de Vênus. Na noite tempestuosa, Wanda/Emmanuelle irrompe no teatro, que é o espaço de Thomas/Mathieu Amalric, o diretor – muito parecido com o jovem Polanski -, estabelece um jogo de dominação e poder e termina por fragilizá-lo. Como em outros Polanskis – O Locatário -, Wanda faz dele uma travesti. Desde o começo, a câmera avançando por Paris, na noite de tempestade, a partitura de Alexandre Desplat antecipa que algo – de fantasmagórico, sobrenatural? – vai acontecer. Wanda traz sua valise, da qual tira coisas, como Mary Poppins tirava da dela. E tudo se passa no palco, entre restos de uma montagem musical de No Tempo das Diligências, o clássico de John Ford. Há um cactos enorme, fálico. Há uma dança selvagem, jubilatória da mulher, quando submete o macho. Emmanuelle Seigner, durante muito tempo, foi a irmã menos talentosa de Mathilde. Fazia cinema imposta pelo marido, Polanski (ou assim se pensava). Havia dúvida de que realmente tivesse talento, personalidade. Não há mais. É magnífica. A melhor atriz do ano? Existem poucas da mesma intensidade. A guerreira de Charlize Theron em Mad Max – Estrada da Fúria, de George Miller. Quem mais? Em Cannes, 2013, Polanski pôde apresentar seu filme, ao contrário de Berlim, em 2009, o ano de O Escritor Fantasma, quando estava em prisão domiciliar na Suíça. Polanski foi provocativo. Disse que igualdade das mulheres é uma grande bobagem. Na verdade, disse que é ‘pity’. O feminismo e a pílula acabaram com o romantismo. Pode-se argumentar, talvez, que a igualdade, espelho da correção política, tem empobrecido a ficção. De Cleópatra a Nora (Casa de Bonecas) e Wanda, sexo e poder, dominação e morte têm criado grandes ficções, imensas obras de arte. Tergiverso (como sempre). Ando querendo comparar o filme de Polanski e 50 Tons de Cinza, o longa de Sam Taylor-Johnson. O relato de Thomas de que sofreu abuso da tia, a verdadeira Vênus de visom, assemelha-se ao do bilionário Christian Grey, quando conta como foi ‘comido’ pela amiga da mãe, embora com desdobramentos diversos. Agora paro para ver Vai Que Cola – O Filme. Estou na maior expectativa. Vai colar?